quarta-feira, 29 de novembro de 2017

O desafio das mudanças



A vida nos obriga a fazer mudanças.
As vezes fingimos que não estamos precisando fazer essas mudanças, adiamos, adiamos, adiamos...
Tentamos adiar porque mudar implica em transformar, pouco ou muito, mas sempre transformar.
Gosto de mudar, mesmo que às vezes isso dê um certo medo, uma certa dúvida.
Às vezes evitar mudar chega perto de preguiça, porque mudar dá trabalho.
Nosso Mestre interior sempre aponta a hora de mudar, sempre.
Quando não “ouvimos”, esses recados aparecem no corpo através de sofrimentos físicos, mentais ou no ambiente.
Lembro do tempo em que o centro de Dharma ocupava uma linda pequena casa (ainda nutro imenso afeto por ela) só que estava apertado para tanta gente e a mudança ia sendo adiada.
Um assalto às vésperas de um retiro importante apontou para urgência dessa mudança, e assim foi.
Mudança é sinal de crescimento.
Pensando bem: é só acompanhar o fluxo, porque tudo está mudando.
O que não se altera e não muda, morre.
Alegre-se pelas mudanças.

Desloque-se.                                                                                       

Nenhum comentário:

Postar um comentário