quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Qual tua opinião?



Muita informação!
A dificuldade de escolher entre tantas possibilidades pode virar um stress.
O que fazer, como ter uma opinião, em quem acreditar ...
Essa tem sido uma queixa bastante comum.
A flexibilidade é uma das qualidades da água.
Um rio quando encontra uma pedra passa ao lado, não insiste.
Numa situação de embate, de ser obrigado a ter uma opinião é delicioso se imaginar um rio flexível, que não luta, passa ao lado.
Qual a vantagem de manter a todo custo uma opinião? Pra que serve a teimosia?
Se tudo muda o tempo todo....as opiniões também estão sujeitas à impermanência.
Na verdade, que diferença faz ficar apegado a uma opinião?
A verdade continuará sendo a verdade.

Platão afirmava: “nunca deveríamos morrer por nossas ideias pois elas podem não ser verdades”                                                                                    

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

O desafio das mudanças



A vida nos obriga a fazer mudanças.
As vezes fingimos que não estamos precisando fazer essas mudanças, adiamos, adiamos, adiamos...
Tentamos adiar porque mudar implica em transformar, pouco ou muito, mas sempre transformar.
Gosto de mudar, mesmo que às vezes isso dê um certo medo, uma certa dúvida.
Às vezes evitar mudar chega perto de preguiça, porque mudar dá trabalho.
Nosso Mestre interior sempre aponta a hora de mudar, sempre.
Quando não “ouvimos”, esses recados aparecem no corpo através de sofrimentos físicos, mentais ou no ambiente.
Lembro do tempo em que o centro de Dharma ocupava uma linda pequena casa (ainda nutro imenso afeto por ela) só que estava apertado para tanta gente e a mudança ia sendo adiada.
Um assalto às vésperas de um retiro importante apontou para urgência dessa mudança, e assim foi.
Mudança é sinal de crescimento.
Pensando bem: é só acompanhar o fluxo, porque tudo está mudando.
O que não se altera e não muda, morre.
Alegre-se pelas mudanças.

Desloque-se.                                                                                       

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Diálogos internos



A sensação é que existe uma outra pessoa dentro de nós com quem discutimos, analisamos, julgamos.
Cenas se repetem, relembramos as situações novamente, novamente, novamente.... como um disco girando.
Duvidas surgem.
Vontade de se esconder, de desaparecer, reviver situações com outras respostas, conquistar novas oportunidades, ensaios do que pode acontecer etc.
Uma loucura só já que apenas temos o momento do agora.
Agora é resultado do ontem e semente do amanhã.
Quem produz essas dúvidas?
O ego medroso; ele foi se instalando na nossa mente, cresceu conosco e age como dono de nossas escolhas.
Esse ego é inimigo da liberdade, da aventura. Ele é pura dúvida.
Crescimento também é procurar por pessoas e lugares que nos ajudem no encontro com nossa autoconfiança e autonomia.
Sempre sorrindo! Porque o ego medroso não gosta de sorrisos e alegria.

Aliás...só para alertar: esse ego não tem existência real

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

No caminho havia uma pedra



No caminho daqueles que buscam um sentido espiritual para sua vida há vários desafios para encarar e muito para aprender.
Temos que que descobrir formas para lidar com os obstáculos e dificuldades.
.......
E como processar duvidas e enxergar através de visões incorretas
E como buscar inspiração
E como compreender a nós mesmos e nossas “luas”
E como integrar ensinamentos e praticas
E como evocar compaixão e coloca-la em pratica
E como transformar nossas emoções e sofrimentos
......
Faz parte.....
Por isso no caminho espiritual precisamos o suporte de uma boa base para conhecer bem os ensinamentos; nunca é demais estudar.
Quanto mais estudamos e praticamos, mais conquistamos discernimento, clareza e intuição.
Assim quando a verdade bater, você a reconhecerá e, com alegria, abrirá a porta.
Você descobrirá quem você realmente é, tua verdadeira face com teus próprios olhos.
Assim: pratique, pratique, pratique. Confie, confie, confie.                                                                                       

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Para viver a mudança



Lembrar de 10, 15 anos atrás é a melhor forma de entender a impermanência.
Não precisa tanto; lembra da nossa querida “Gruta Budista” que ocupamos até junho passado. Já era.
A esquina toda vai se transformar numa grande academia. De repente... simples assim: 5 casas demolidas em 15 dias, 5 famílias mudando = uma academia.
.......
Quanta coisa aconteceu que você não previa...quanta coisa aconteceu que você nem podia imaginar.
Coisas ruins sumiram, outras se agravaram e outras tantas surgiram não se sabe de onde.
Sonhos viraram realidade, sonhos se despediram.
Encontros e desencontros.
Onde você estava, com quem, fazendo o que, esperando quem, saindo para onde ou chegando num mesmo lugar....
O corpo te deu sustos, a chefia insuportável foi embora, o emprego terminou....o dinheiro acabou ou ...ficou sempre no limite....ou ganhos extras te alegraram?
A vida surpreende: movimento o tempo todo.
Para que deixar as coisas tão solidas????? Tudo passa, tudo muda, tudo mesmo.
Mas quando parece que não vai passar tenho um truque; ou melhor, aprendi um truque lendo ensinamentos.
Obrigue-se a encontrar um momento para relaxar diariamente ou, pelo menos, no final de semana; imagine que a situação difícil ou a pessoa que é o pequeno tirano que te faz sofrer, seja uma pedra de gelo boiando num lago de aguas quentes ou uma fatia de manteiga ao sol.
Com certeza vão derreter; imagine a cena e permita que esse alívio te invada. Tudo sumindo.
Descanse nesse alívio.
Você sentirá a negatividade se desarmar e a confusão acalmar.
Aproveite esse momento de paz. Se dê essa permissão.
Isso vai dar um intervalo para devolver a lucidez clara além das aparências turvas.
Isso também vai passar, confie!
A única certeza da vida é que tudo muda, tudo é impermanente.
Lembre-se: cada dia é um dia mais perto da solução.        

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

"Budha em Blue Jeans""15

Um pedido pelo mundo

Possam todos os seres ser felizes!
Possam todos os seres ser UM!
Possam todos os seres ter paz.

Você vai aprender isto no quieto sentar!

FIM

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

"Budha em Blue Jeans"14




Tai Sheridan

Continuando o texto da semana anterior.....
Beneficie a vida

Doe-se à vida.
Doe-se à família.
Doe-se à sociedade.
Doe-se aos outros.
Doe-se à criatividade.
Doe-se à terra.
Doe-se à humanidade.
Doe-se à espiritualidade.
Doe-se às coisas que importam.
Beneficie toda a vida e traga felicidade.
Divirta-se beneficiando a vida!
Você vai aprender isto no quieto sentar!